LATITUDE SUL

Somos uma plataforma de pesquisa que congrega quatro grupos do CNPq interessados em discutir, aperfeiçoar e apresentar trabalhos e projetos sobre o lugar político, econômico e social do “Sul” nas relações internacionais. Por meio dessa parceria, os pesquisadores buscam potencializar o olhar crítico sobre as relações Norte-Sul, as desigualdades sociais, as diferenças em termos de status e poder decisório, bem como as hierarquias na política internacional contemporânea.

Studying international relations from the perspective of the South has epistemological, ontological and political implications. It does not imply ignoring the North, but knowing how to differentiate it from the South in terms of analysis and theoretical-normative positioning. This is fundamentally the main objective of LATITUDE SUL. Acknowledging that the political and intellectual hegemony produced in the countries of the North has so far not offered sufficient tools to address some of the main problems of IR’s present days (inequality, injustice, violation of human rights, environmental degradation, predatory neo-extractivist and productivist economic models, conflicts, etc.), many of which are in fact brought about by this hegemony, LATITUDE SUL proposes to change this perspective, and thus to look for alternatives that ultimately contribute to the construction of a less unequal and more just world order.

Our proposal begins in the South. A South that is already gaining new spaces in the international scenario, which is today open to more plural voices that participate in the definition of global agendas in the most diverse fields (democracy, trade, environment, security, humanitarian aid, development, feminism, migration, etc.), which may lead to major advances in a highly unequal international system. It is true that the South is not a homogeneous entity, nor is it free from contradictions and is often dependent on the agendas created by and imposed from the North. Still, we believe that the view of the South can offer new lenses to make visible the contradictions of the current international system and to point out alternatives to overcome them. This is because the South, for us, is geopolitical and socioeconomic – and in this sense it refers to earlier notions such as the Third World. However, the South is also a subaltern reality, with experiences that are often hidden and denied, which our research groups organised around LATITUDE SUL want to contribute to do research on, and value as a premise for greater autonomy and dignity in the world in which we live.

Estudiar las relaciones internacionales desde la perspectiva del Sur tiene implicaciones epistemológicas, ontológicas y políticas. No implica ignorar el Norte, sino saber diferenciarse de él en términos de prisma analítico y posicionamiento teórico-normativo. Este es el objetivo principal del LATITUDE SUL. Reconociendo que la hegemonía política e intelectual producida en los países del Norte no ha ofrecido, hasta ahora, herramientas suficientes para enfrentar algunos de los principales problemas de la actualidad (la desigualdad, la injusticia, la violación de los derechos humanos, la degradación ambiental, el modelo de producción extractivista y predatoria, los conflictos, etc.), muchos de los cuales son, de hecho, provocados por esa hegemonía, el LATITUDE SUL se propone cambiar la mirada, buscar alternativas que contribuyan, en última instancia, para la construcción de un mundo menos desigual e mas justo.

Nuestra propuesta comienza situándose en el Sur. Un Sur que ya está ganando nuevos espacios en el escenario internacional, hoy abierto a voces mas plurales que participan en la definición de agendas globales en los mas diversos ámbitos (democracia, comercio, medio ambiente, seguridad, ayuda humanitaria, desarrollo, feminismo, migraciones, etc.), lo que puede suponer grandes avances en un sistema internacional altamente desigual. Es cierto que el Sur no es una entidad homogénea, ni está libre de contradicciones y, muchas veces, es dependiente de las agendas creadas e impuestas a partir del Norte. Aún así, creemos que la mirada desde el Sul puede ofrecer nuevas perspectivas para visibilizar las contradicciones del actual sistema internacional y apuntar alternativas para superarlas. Y ello porque el Sur, para nosotras, es geopolítico y socioeconómico – y en este sentido remite a nociones anteriores como la de Tercer Mundo-, pero también se refiere a una realidad subalternizada, con experiencias muchas veces escondidas y negadas, que desde nuestros grupos de investigación queremos contribuir para dar a conocer y valorizar, como premisa para una mayor autonomía y dignidad en el mundo en el que vivimos.

Coordenação

Maria Regina Soares de Lima é Professora do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP/UERJ) e coordenadora do Observatório Político Sul Americano (OPSA). Possui doutorado em Ciência Política pela Vanderbilt University (1986) e foi professora do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ) e do Instituto de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Atua principalmente nos seguintes temas: política exterior brasileira, instituições políticas, economia política, política social e sistema internacional.

Carlos R. S. Milani é Professor adjunto do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ) e coordenador do Laboratório de Análise Política Mundial (Labmundo). Formado pelo Instituto Rio Branco no Curso de Preparação à Carreira de Diplomata, possui doutorado em Estudos do Desenvolvimento pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais de Paris e pós-doutorado na Universidade Federal da Bahia e no Instituto de Estudos Políticos de Paris. Foi funcionário internacional da UNESCO. Atua nos seguintes temas: cooperação internacional para o desenvolvimento, atores e agendas de política externa, política internacional e análise de política externa.

Letícia Pinheiro é Professora adjunta do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ (IESP/UERJ) e coordenadora do Núcleo de Estudos Atores e Agendas de Política Externa (NEAAPE). É doutora em Relações Internacionais pela London School of Economics and Political Science. Foi professora adjunta do Instituto de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Foi Visiting Research Associate junto ao Brazilian Studies Programme/Latin American Studies da University of Oxford. É especialista em Política Externa Brasileira, e trabalha nos seguintes temas: processo decisório, cooperação sul-sul, democracia e política externa, análise de política externa.

Enara Echart Muñoz é Professora da Escola de Ciência Política da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e coordenadora do Grupo de Relações Internacionais e Sul Global (GRISUL). É doutora em Direito Internacional Público e Relações Internacionais pela Universidade Complutense de Madri (UCM), e especialista em Cooperação para o Desenvolvimento e em Promoção e Gestão de ONG pela UCM. Foi pesquisadora do Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación da UCM. Atua nos seguintes temas: relações internacionais; cooperação para o desenvolvimento; direitos humanos, movimentos sociais e sociedade civil, migrações, África, América Latina.

Notícias & Eventos

BLOG LATSUL

Confira nossas últimas postagens.
Veja mais
  • set 21, 2018

    A política externa na eleição – Monitor 2: 30/08 a 12/09

    Equipe LABMUNDO, NEAAPE e OPSA Na segunda quinzena da campanha eleitoral, Álvaro Dias (PODEMOS), em uma entrevista para a Agência Brasil, assinalou a necessidade de se intensificar a segurança nas fronteiras com o Exército. Além disso, reiterou que, como presidente, instituirá uma Frente Latino-Americana de Combate ao Crime1. A respeito do conflito interno na Venezuela, […]

    Continue reading
  • set 21, 2018

    A eleição no mundo – Monitor 2: 30/08 a 12/09

    Equipe LABMUNDO, NEAAPE e OPSA Na Argentina, a candidatura do PT à presidência seguiu no centro da cobertura midiática. Os destaques das últimas duas semanas foram a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de impedir que Lula seja candidato, a recusa do Supremo Tribunal Federal (STF) de aceitar os recursos solicitados pela defesa do ex-presidente […]

    Continue reading
  • set 17, 2018

    EVENTO: EU’s contribution to the concept of global justice and the Brazilian perspective

    No dia 24/09/2018, será realizado, no IESP-UERJ, o Seminário EU’s contribution to the concept of global justice and the Brazilian perspective. O evento será aberto ao público e começa as 9:30h e é uma parceria do IESP-UERJ com o GLOBUS. O endereço do IESP é Rua da Matriz, 82 – Botafogo, Rio de Janeiro.

    Continue reading
  • set 12, 2018

    Conjuntura Latitude Sul 08/2018

    Está no ar a nova edição do Conjuntura Latitude Sul! O Conjuntura Latitude Sul é uma publicação mensal voltada ao acompanhamento das notícias relacionadas aos temas de pesquisa dos grupos que integram a plataforma LATITUDE SUL (GRISUL, LABMUNDO, NEAAPE, OPSA). Esta edição do Conjuntura Latitude Sul é referente ao mês de agosto de 2018. Confira! […]

    Continue reading
  • set 3, 2018

    A política externa na eleição – Monitor 1: 16/08 a 29/08

    Equipe LABMUNDO, NEAAPE e OPSA Com o início oficial da campanha à Presidência de 2018, em 16 de agosto, o “IESP nas Eleições” deu início a uma cobertura sobre referências a respeito de política externa feitas por candidatos e candidatas. Três grupos de pesquisa do IESP-UERJ se juntaram nessa tarefa: o Laboratório de Análise Política […]

    Continue reading

Publicações

Conjuntura Latitude Sul

Nosso boletim mensal.

O boletim mensal Conjuntura Latitude Sul apresenta resumos e links de notícias importantes sobre os seguintes temas:
– América do Sul: política externa e política doméstica
– Política externa brasileira
– Internacionalização das políticas públicas
– Direitos humanos
– Gênero e relações internacionais
– Migrações
– Cooperação internacional para o desenvolvimento e cooperação sul-sul
– Política externa em perspectiva comparada (África do Sul, China, Índia, México e Turquia)
– Meio ambiente e desenvolvimento sustentável na agenda internacional

Veja mais

Equipe

André Pimentel Ferreira Leão é doutorando em Ciência Política no Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP/UERJ). Possui mestrado em Ciência Política pela Universidade Estadual de Campinas e graduação em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Integra dois núcleos de pesquisa: o NEAAPE (Núcleo de Estudos Atores e Agendas de Política Externa), e o OPSA (Observatório Político Sul-Americano), ambos do IESP. Desenvolve pesquisas principalmente nas áreas de análise de política externa, política externa brasileira, política energética, integração regional, instituições internacionais, e relações Sul-Sul.

Andrés Londoño Niño é doutorando em Ciência Política no Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP/UERJ). Possui mestrado em Relações Internacionais pelo programa San Tiago Dantas (UNESP, UNICAMP, PUC-SP) e graduação em Ciência Política pela Universidade Nacional da Colômbia. Atua nas seguintes áreas: Relações Internacionais da América do Sul, Política Externa, Integração regional e Fronteiras.

Bruna Soares de Aguiar é Mestranda em Sociologia pelo IESP/UERJ e Bacharel em Ciência Política pela UNIRIO. Pesquisadora no Grupo de Relações Internacionais e Sul Global (GRISUL/UNIRIO), Laboratório de Análise Política Mundial (Labmundo-IESP/UERJ). Atua nas áreas de Relações Internacionais, Sociologia Política, Ciência Política, com pesquisas nos temas de gênero e religião, relações Brasil-África, Cooperação Sul-Sul e migrações.

Diogo Ives de Quadros é doutorando em Ciência Política no IESP-UERJ. É mestre em Ciência Política e bacharel em Relações Internacionais pela UFRGS. Integra o OPSA. Tem interesse nos temas de relações internacionais da América Latina, política externa brasileira e economia política internacional

Eduarda Lattanzi Menezes é Doutoranda em relações internacionais na UERJ. Mestra em Direito (UNIRIO), especialista em Administração Estratégica (Universidade Estácio de Sá) e graduada em Relações Internacionais (UNILASALLE-RJ). Pesquisadora do Grupo de Relações Internacionais e Sul Global (GRISUL-UNIRIO) e da Plataforma de Pesquisa Latitude Sul. Participou do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (Procad) na Universidade Federal de Pelotas-RS. Atualmente atua como professora autônoma de cursos livres sobre Gênero e Relações Internacionais. Possui interesse nas áreas de América Latina; Direitos Humanos; Gênero e Relações Internacionais.

Fernanda Cristina Nanci Izidro Gonçalves é Doutoranda em Ciência Política pelo IESP/UERJ, mestre em Relações Internacionais (PUC/Rio), especialista em Gerenciamento de Projetos (UFF) e graduada em Relações Internacionais (La Salle – RJ). Atualmente é coordenadora adjunta e professora do curso de Relações Internacionais no Centro Universitário La Salle-RJ. Atua nas seguintes áreas acadêmicas: Análise de Política Externa, Política Externa Brasileira, Cooperação Sul-Sul e Políticas Públicas.

Hugo Bras Martins da Costa possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, 2016). Atualmente cursa Mestrado em Ciência Política pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Política do Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). É pesquisador do Laboratório de Análise Política Mundial (Labmundo).

Juliana Pinto Lemos da Silva é Doutoranda em Ciência Política no IESP-UERJ. Mestra em Ciência Política pelo IESP-UERJ. Bacharela em Ciência Política pela UNIRIO. Pesquisadora nos grupos LABMUNDO-Rio (IESP-UERJ), Neaape (IESP-UERJ) e Grisul (CCJP-UNRIO) da plataforma Latitude Sul. Atua na área de Ciência Política, com ênfase em Política Externa Brasileira, Direitos Humanos e Organizações Não-Governamentais.

Leandro Wolpert dos Santos é Doutorando em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (IESP-UERJ), mestre e bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pesquisador nos grupos NEAAPE (Núcleo de Estudos Agenda e Atores de Política Externa), OPSA (Observatório Político Sul-Americano) e GAPE (Grupo de Análise de Política Externa). Possui como áreas de interesse: Análise de Política Externa, Política Externa Brasileira, Política e Segurança Internacional.

Leonardo Albarello Weber é Mestrando em Ciência Política no Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ). Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), é pesquisador do Observatório Político Sul-Americano (OPSA) e do Núcleo de Estudo de Atores e Agendas de Política Externa (NEAAPE). Suas áreas de pesquisa são Política Internacional, Integração Regional Sul-Americana e Análise de Política Externa.

Leonildes Nazar Chaves é Mestranda em Ciência Política pelo IESP/UERJ. Atua nas seguintes linhas de pesquisa: análise de política externa brasileira; política externa e instituições democráticas. Bacharela em Relações Internacionais (UFRRJ), é integrante do LABMUNDO. Possui especialização em Jornalismo Internacional (Diálogos do Sul/UFRJ) e foi aluna especial do PPG-História da Universidade de Brasília (UnB).

Livia Liria Avelhan é Pesquisadora do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e mestre em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (IESP-UERJ). Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina. Pesquisa principalmente Análise de Política Externa e Cooperação Internacional para o Desenvolvimento.

Luã Braga de Oliveira é Mestrando em Ciência Política no Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP/UERJ) e Bacharel em Defesa e Gestão Estratégica Internacional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (DGEI/UFRJ). É pesquisador do Núcleo de Estudos Atores e Agendas de Política Externa (NEAAPE/IESP) e pesquisador colaborador do Laboratório de Estudos Estratégicos e Institucionais (LEEI/UFRJ), na linha de pesquisa em Estudos Estratégicos. Pesquisa temas nas áreas de Política Internacional, Relações Internacionais e Estudos de Defesa.

Maria del Carmen Villarreal Villamar é pós-doutora em Sociologia Política (PPGSP) pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) e Doutora em Ciência Política pela Universidade Complutense de Madrid (2016). Possui Mestrado em Estudos Contemporâneos da América Latina pela Universidad Complutense de Madrid (2011) e graduação em Ciências Internacionais e Diplomáticas pela Università degli Studi di Genova- Itália (2009). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Relações Internacionais e Política Comparada atuando principalmente nos seguintes temas: Estudos Latino-americanos, Migrações Internacionais, Integração Regional, Políticas Públicas, Desenvolvimento, Cooperação Internacional e Transformações Socioeconômicas. É também pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Relações Internacionais e Sul Global (GRISUL) da UNIRIO.

Marianna Restum Antonio de Albuquerque é Doutoranda em Ciência Política pelo IESP-UERJ, e mestre em Ciência Política pela mesma instituição, é graduada em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e em Ciência Política pela UNIRIO. Participou do Programa de Capacitação Acadêmica da Missão do Brasil junto às Nações Unidas, e possui como temas de interesse prioritários política internacional, política externa e organizações internacionais.

Marília Closs é Mestranda em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos do Rio de Janeiro (IESP-UERJ). Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), integra também o Núcleo de Estudo de Teoria Social e América Latina (NETSAL – IESP). Seus principais temas de interesse são estudos latino-americano e formação do Estado na América Latina.

Murilo Gomes da Costa é Mestrando em Ciência Política pelo IESP – UERJ. Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Integrou o Observatório das Nacionalidades (UECE) e o Laboratório de Simulações e Cenários da Escola de Guerra Naval. Foi pesquisador do Laboratório de Estudos sobre Política Externa Brasileira (LEPEB/UFF). Atualmente é pesquisador do LABMUNDO-Rio (IESP-UERJ) e do Observatório Político Sul-Americano (OPSA/IESP-UERJ). Tem como áreas de interesse: Política Externa Brasileira e Política de Defesa do Brasil, com ênfase nas relações no âmbito do Atlântico Sul.

Natalia Pasetti é Graduanda em Ciência Política pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Pesquisadora do Grupo de Relações Internacionais e Sul Global (GRISUL/UNIRIO). Tem interesse por temas de Ciência Política e Relações Internacionais, com ênfase em Direitos Humanos, tendo atuado em diversos projetos nestas áreas.

Niury Novacek Gonçalves de Faria é Bacharel em Ciência Política pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e mestrando em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos do Rio de Janeiro (IESP-UERJ). Pesquisador do Laboratório de Análise Política Mundial (Labmundo-IESP/UERJ). Tem interesse pelas áreas de sociologia política, relações internacionais e pensamento social e político latino-americano.

Grupos de pesquisa que integram o Latitude Sul

neaape

LATITUDE SUL

O Latitude Sul está localizado no Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ).

Rua da Matriz 82, Botafogo
Rio de Janeiro , RJ
22260-100 Brasil

TEL: +55 (21) 2266-8300